GREVE NA UFOB- Greve de Professores e Técnicos tem apoio dos Estudantes

Publicado em: 3-06-2015

okokoCOSEsksage00019

A greve dos professores, decidida em assembleia dia 28/05/15, teve seu início  dia 01/06/2015.

Para marcar a data os professores e estudantes da UFOB (Universidade Federal do Oeste da Bahia), resolveram fazer o 1º Movimento do período grevista. O movimento foi marcado por uma caminhada que se iniciou na frente do Estádio Turibão às 09:00h da manhã. Acadêmicos e professores seguiram pela Avenida Teixeira de Freitas acompanhados pelos alunos dos terceiros anos do ensino médio do Colégio Estadual Rolando Laranjeira Barbosa e teve o apoio de Jair Santana que cedeu o carro de som para a manifestação.

okokoCOSEsksage00020

Durante a caminhada os estudantes carregavam cartazes e gritavam palavras de ordem em apoio à greve, contra corte de verbas para a educação, contra a PEC da terceirização e a favor da assistência estudantil.

okokoCOSEsksage00008

okokoCOSEsksage00006

Ao chegar à Praça do jacaré, professores e estudantes tomaram o anfiteatro e lá explicou à população a importância desse movimento.

Outro ponto que foi exposto foi a situação que a UFOB se encontra. Quase um ano que o câmpus está em funcionamento e os estudantes ainda não têm a estrutura necessária. A biblioteca é um espaço vazio, nada de livros. Os computadores não dispõem dos programas para as aulas, os laboratórios não estão com equipamentos, o material do curso de Artes Visuais, solicitados no ano passado, ainda não chegaram. Não se tem internet para fazer pesquisas… Ufa! Esses são apenas alguns dos problemas que a comunidade UFOB enfrenta diariamente.

okokoCOSEsksage00002

okokoCOSEsksage00001

Continuando a caminhada, todos subiram em direção ao câmpus da universidade. Chegando lá, todos encontraram as portas fechadas e com ordens expressas aos seguranças, que nenhum acadêmico ou professor poderiam ingressar no espaço interno.

Os manifestantes não se calaram, expressaram sua indignação e deixaram claro que a universidade é do povo, que queriam entrar. Após cinco minutos, a administração da UFOB veio negociar a entrada de todos. Uma das condições foi que os alunos não depredassem o prédio.

okokoCOSEsksage00015

okokoCOSEsksage00005

Todos comemoraram a vitória, porém alguns discentes manifestaram repúdio à colocação da administração da universidade. Os estudantes estavam na rua para protestar contra o que está errado, estudante não é vândalo! “A UFOB é nossa, da população de Santa Maria da Vitória, de todos!” gritava os discentes.

okokoCOSEsksage00013

okokoCOSEsksage00010

Ao adentrar o recinto, os acadêmicos colaram os cartazes que carregavam nas paredes da universidade e fizeram uma nova assembleia para encaminhar os próximos passos do movimento grevista e da militância estudantil.

Greve não é tempo de férias, é momento de luta por melhorias. Greve é direto do trabalhador!

Por : Janaína Aragão

PREVISÃO DO TEMPO