Wagner defende ministério “conservador”

Publicado em: 9-12-2014

O governador Jaques Wagner (PT) considerou correta a estratégia da presidente Dilma Rousseff de colocar no seu próximo ministério pessoas consideradas conservadoras, como a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO), cotada para a pasta da Agricultura, e o ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD-SP), que pode assumir o Ministério das Cidades.
“Se os ditos setores conservadores, a direita, não abraçaram a campanha dela (Dilma), então eu acho que a gente deveria valorizar quem desses setores abraçou a campanha. E a Kátia, que passou até na CNA (Confederação Nacional da Agricultura), sempre defendeu, fez campanha desde a primeira hora (para a presidente). Então, de uma certa forma é uma pessoa de confiança da Dilma, que tem uma ponte para fazer do lado de lá”, disse.
Do mesmo modo, Wagner justificou que Kassab, por ser de um partido, o PSD, que apoiou a petista “o tempo todo”, tem o direito de integrar o primeiro escalão do governo. “É claro que quem trabalhou na campanha dela quer se ver representado no governo”, disse o governador ontem à tarde, pouco antes de ser homenageado pela Central Única dos Trabalhadores na Bahia.

PREVISÃO DO TEMPO